Menu

Language

Choose your Language:
Pantanal Imprimir E-mail
pantanal_1.jpg
Pantanal: Paraíso ecológico 

O magnífico ecossistema do Pantanal é a maior planície alagável do planeta.
Seu pássaro-símbolo é o tuiuiú
Um bioma único em uma das regiões mais fascinantes do planeta, o Pantanal foi declarado pela Unesco “Reserva da Biosfera” e “Patrimônio Natural da Humanidade”. São 230 mil km² de vida silvestre, dos quais grande parte está dentro de Mato Grosso, onde nasce e se forma. Nesta área, está o Parque Nacional do Pantanal Mato-grossense, criado em 24 de setembro de 1981.
Balé das Águas pantanal_2.jpg
O vasto Pantanal Mato-grossense é a maior planície alagável do mundo, formada pela Bacia do Rio Paraguai e pelo regime cíclico das águas. Este fenômeno, repetido há milhões de anos, transformou o Pantanal em um complexo único – a maior superfície úmida do planeta – abrigando uma das maiores reservas ictiológicas da América do Sul. O transbordar das águas se processa entre dezembro e maio, obrigando os animais a buscar as áreas mais elevadas do terreno (cordilheiras). Em maio, cessam as chuvas, mas o nível das águas continua alto, exibindo a força e a beleza de sua vegetação.

A partir de junho, as águas começam a baixar. É a vazante. As águas vão voltando lentamente para o leito dos rios e muitos peixes ficam presos em lagoas e baías, tornando-se presas fáceis para os pássaros e outros animais. Com esta fartura de alimentação, as aves, em especial, garantem a fonte necessária para manter o ciclo da reprodução. Surgem os ninhais, explosão da vida selvagem. Aves de todos os tamanhos e espécies, centenas, milhares.
pantnal_3.jpgO pantaneiro

Convivendo muito bem com o balé das águas, o homem pantaneiro preserva suas tradições, mantendo-se da pecuária extensiva e, mais recentemente, do turismo ecológico que tem transformado grandes fazendas em pousadas.

(*Secretaria do Desenvolvimento do Turismo de Mato Grosso)